BRASÍLIA: Festa Junina Japonesa


Uma de nossas andanças por Brasília coincidiu com as Festas Juninas. Como sou louca por Festa Junina, fui ao Google e pesquisei o que estaria acontecendo na cidade. Para minha surpresa, pipocavam informações acerca de uma Festa Junina no Clube Nipo – Clube Japonês de Brasília.  Como não tínhamos programado nada para aquela noite, pretendíamos apenas perambular em busca de um programa legal, resolvemos dar uma passadinha no clube.
Munidas de um GPS, lançamos o endereço e fomos a  busca do Clube Japonês, mas o mesmo nos guiava ao setor de clubes que se encontrava numa penumbra absoluta.  Após algumas tentativas, acabamos desistindo de encontrar o endereço (única vez que tivemos dificuldades em encontrar um endereço na cidade, que é razoavelmente bem sinalizada). Rodamos mais um pouco e nos deparamos com uma movimentação anormal de carros e pessoas – estávamos nas imediações da Festa Junina Nipônica.

Ficamos impressionadas com o extremo fluxo de veículos e pessoas (centenas de automóveis, com certeza – estacionados ao longo de alguns quarteirões), por todos os lados. Os moradores da cidade apenas largavam os veículos nos canteiros e calçadas, sem a menor cerimônia, e iam em direção à entrada principal do Clube. Rodamos e rodamos, até que conseguimos estacionar junto à entrada do clube – comodidade é tudo!!!
Por todos os lados muita movimentação, crianças correndo e muitas bandeirolas coloridas, além de música festiva.  Havia muitas barraquinhas ao ar livre, além de uma área de vendas instalada dentro do ginásio de esportes. Filas e filas para adquirir quitutes.

Apesar de estarmos com fome, optamos primeiramente por percorrermos as barraquinhas, verificando o cardápio, que no geral difere bastante daquele que estamos habituados aqui no Sul (pinhão, pipoca, bolos e muito quentão – bebida de vinho quente que jamais poderia ser consumida naquela noite de temperatura em torno de 30º). O que víamos eram muitas barraquinhas com espetinhos assados, bolos e refrigerantes. No interior do ginásio estavam os guichês para venda de comidas típicas, as mais disputadas:  yakisoba, sushi, sashimi, tempurá, guiozá, yakitori, entre outros.
Nos aventuramos na culinária oriental, aproveitando uma Festa Junina completamente diferente das vivenciadas até então. Escolhido o prato e pago o preço, ticket na mão fomos ao guichê onde retiraríamos o jantar. Ficamos surpreendidas com a porção servida, daria quase para alimentar uma família. Comemos ao ar livre, curtindo aquele emaranhado de pessoas e culturas, numa tranquilidade sem igual.
Ao retornarmos contávamos nossa aventura Nipônica e todos ficavam surpreendidos, porque desconheciam, como nós, a existência de uma Festa Junina adaptada a cultura de outro País.
Foi uma noite surpreendente e especial – 04/06/2011, na 29ª Festa Junina Japonesa do Clube Nipo de Brasília.
Por hora não poderei anexar as fotografias daquele dia, pois o nosso analista de sistemas deu sumiço nelas... assim que resgatá-las atualizo o post!!!!

5 comentários

  1. Desconhecia a existência de uma festa dessas, com comidas tipicas japonesas. deve ter algo lá pela Liberdade em Sampa tb. Pena que não tens as fotografias, mas espero que sejam localizadas! Muito bom! Bj

    Ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada mais uma vez pela visita!! Assim que conseguir resgatá-las posto, sem dúvida!!! Abraços.

      Excluir
  2. Nunca ouvi falar...

    ResponderExcluir
  3. falou festa junina eu já fico animada, mas o que eu mais amo são as músicas juninas de verdade. Nunca ia imaginar que nossos amigos nipônicos tb apreciam a festa junina e organizam uma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E ela é imensa. A Ná não quis me acompanhar dessa vez, optou por uma mais tradicional, mas teríamos nos divertido igualmente. São muito animados e a cidade toda se mobiliza. BjO!!

      Excluir

Para o Topo