O Hotel Casacurta foi sendo construído com paixão, permeado de muitas histórias e onde o empreendedorismo arejou padrões e conseguiu aliar tradição e modernidade, sem que o charme se perdesse. 

Na Capital do Espumante, Garibaldi, ele é um recanto de encantos na Serra Gaúcha. 



Da hospedaria que recebia imigrantes que chegavam para abrir as trilhas que deram origem a uma das regiões mais bonitas e cheias de histórias do Rio Grande do Sul, passando pelos anos dourados das décadas de 50 e 60, até se reinventar nos anos do novo século. 



O empreendimento marcou espaço na história da região, desde a hospedaria na Vila de Conde D'Eu até se transformar no belíssimo Hotel  que encontramos hoje, na já cidade de Garibaldi. De 1870 até 2018 muitas foram as transformações, inclusive tendo o empreendimento passado das mãos da família Casacurta para as da família Nicolini, que tão bem recebem à todos que chegam por lá. 



Já, já, contarei um tanto sobre as charmosas instalações e os serviços oferecidos, mas antes preciso falar de gente, das pessoas que fazem do Casacurta uma casa de bem conviver. Embora os olhos brilhem ao nos depararmos com a bela construção, nada é mais gostoso do que ser recebido já nas escadas externas com uma mão e um sorriso, com uma gostosa água saborizada ou um cafezinho na recepção e com todas as informações das instalações e das atrações locais sendo prestadas por uma equipe maravilhosa. No momento da partida, abraços e uma sacolinha com água e uma fruta, para fazer do retorno ainda uma experiência Casacurta. E quem são essas pessoas especiais que dão feições e voz ao lindo hotel? A gerente Denise Nunes, uma anfitriã como poucas, e os queridos João Paulo e Jenifer. 




Pronto, hora de espiarmos as instalações. O ano de 1953 marcou a passagem de Hospedaria para Hotel, com a construção da atual sede, inspirada nos Chateuax do Vale do Loire. O toque provençal está por todos os lados. 




Apartamentos clássicos, bem equipados e áreas comuns requintadas e que tornam a hospedagem única. 



Salões espetaculares recebem os hóspedes e servem de palco para eventos. São puro charme! 



O salão dos lustres, onde é servido o café-da-manhã e onde casamentos, formaturas e outros eventos ocorrem, é lindíssimo




E, por falar nele, o café-da-manhã é muito gostoso. 






E sempre com um toque da colonia italiana. Quem curte?



Espaços para convivência ou para uma leitura ao final do dia. Quase esquecemos que há muito para ver além muros, que a cidade possui atrativos espetaculares, de tão aconchegantes que são as instalações. 




Na área externa uma piscina aquecida com linhas únicas e entorno de linhas modernas para a época da construção. A simbiose perfeita entre o branco e o azul. 


Além de abrirem seus salões para eventos privados, também o fazem para chás da tarde (verificar datas dos eventos agendados) e organizam festas abertas ao público, como no Carnaval, quando a área externa é tomada por alegres foliões e suas tantas cores. 

A estada no Casacurta vai além do que esperamos de um hotel e suas instalações. Como disse, é uma experiência a ser desfrutada. 


A Hostaria é o ponto alto da proposta enogastronômica, aliando uma carta bem selecionada dos melhores vinhos e espumantes, com a sofisticação da cozinha francesa e um toque da gastronomia italiana de terroir, tão valorizada na região. 


Vivencie por duas vezes a experiência dos jantares harmonizados, oferecidos pela casa. Um espetáculo para os olhos e para o paladar. 





As propostas variam, mas é especial como fazem com que todos se sintam a vontade, mesmo aqueles que são curiosos e desejam aprender um pouquinho, que seja, sobre os vinhos, espumantes e a melhor forma de harmonizá-los com os pratos. Entre garrafas, encontramos selos internacionais, mas muitas surpresas da região. 

Ando apaixonada pela Cave Geisse...


... e tenho um carinho especial pela Peterlongo, suas histórias, seus sabores e sua gente. 



Vamos pulando de prato em prato, de taça em taça, e as experiências se harmonizam e se multiplicam. 




Dependendo do ângulo, parece ainda mais delicioso. 



Para cada visita, novos sabores. 



E a sobremesa? 




Informações e reservas, direto no site do Hotel Casacurta. 

A estadia no Casacurta pode e deve ser harmonizada com os muitos eventos que ocorrem, ao longo do ano, em Garibaldi e nas rotas enogastronômicas da região. Pesquise e faça de sua estadia na Serra Gaúcha uma experiência inesquecível. 

Há muito o que ver e fazer na região, espie: 

Garibaldi, o passeio de Tim-Tim e almoço na Osteria Della Colombina.

Wine Movie Peterlongo

Casa Vanni e seu filé especial 

Vinícola e EcoMuseu Dal Pizzol 

Casa da Ovelha, o lúdico junto a natureza 


"Uma empresa construída através de sonhos realizados" poderia ser o cartão de visitas da Vinícola Peterlongo, em Garibaldi/RS. 




Mais de 100 anos de histórias e realizações, numa trajetória única que se renova e se moderniza ano-a-ano, pelo empenho conjunto de proprietários e equipe. 



Quando Manoel Peterlongo desembarcou na Colônia Conde D'Eu, em 1878, é provável que não fizesse idéia do que seria construído no entorno de seu gosto pelos Espumantes. Imigrante e agrimensor fez carreira e fortuna na antiga colônia, hoje a cidade de Garibaldi, após deixar Trento na Itália. 




Amante dos Espumantes foi grande incentivador do plantio de uvas brancas finas na Serra Gaúcha, dando inicio a pequena produção da bebida no porão de sua residência. Em 1913 recebe Medalha de Ouro na 1ª Exposição de Uvas de Garibaldi, por sua Moscato tipo Champagne, o que o levou a fundar a Casa Peterlongo, em 1915. 



O negócio se firma e o único filho homem de Manoel, Armando, toma a frente dos negócios e o faz crescer. A construção da sede da empresa e residência familiar, no centro da cidade, é de uma beleza inigualável. Um Castelo, túneis e cave subterrânea são uma obra de engenharia única e que ainda hoje desperta interesse e encanta. 





A cave é um verdadeiro triângulo das bermudas, fazendo água, pedras e profundidade trabalharem a refrigeração natural do local. Ecológicos, desde sempre. 



Peterlongo foi a primeira empresa da Serra Gaúcha a contratar mão de obra feminina, em larga escala e com reconhecimento de todos os direitos trabalhistas. Ainda hoje a jovem enóloga Deise Tem-Pass comprova o papel de destaque das mulheres na empresa.


 Imagem gentilmente cedida por Jeferson Soldi








Hoje, premiadíssima e em fase de mudanças profundas, lançou o projeto Wine Movie, aliando produção e entretenimento numa visão avançada de enoturismo. 




Espumantes, vinhos, sucos, lanches, uma pipoquinha e um bom filme. Me pareceu uma receita de sucesso na noite maravilhosa que passei nos jardins e junto aos parreirais do Castelo Peterlongo. 






Para as noites quentes, pallets e almofadas espalhadas pelos jardins, algumas mantas para proporcionar aconchego aos mais sensíveis a brisa da noite e um filme rolando no telão. 



Aquecedores e um ar mais intimista, no interior do Castelo, nas noites frias. 

Um programa para curtir entre amigos, com a família ou só, mas sempre em boa companhia. 



Todos vão chegando ao final da tarde, escolhendo seus lugares, degustando lanches e bebidinhas, enquanto a noite não caí. 

Vai escurecendo e a tela ganha cores e muitas histórias. 




Com programação em Garibaldi, em breve ganhará jardins pelo Brasil, compartilhando o prazer de degustar nossos Espumantes e Vinhos na companhia de lindas histórias numa tela de cinema. 



Informações: 

Para consultar agenda do Wine Movie, acesse a fanpage e verifique em eventos. 


Tive a oportunidade de viver a experiência Wine Movie, a convite da Vinícola Peterlongo, durante a Press Trip da Vindima 2018. Entretanto, como sempre gosto de referir, tenho pela Peterlongo e pelo Sommelier João Ferreira um carinho muito especial, desde que abriram as portas do Castelo Centenário para os mais de cinquenta amigos do #TchÊncontro, em 2015. 

Para quem vai passar a noite em Garibaldi e quer desfrutar de um hotel delicioso e, quem sabe, de um jantar harmonizado, indico o Hotel Casacurta.
Para o Topo