Fascínios da Vindima: um dia de encantos, em Bento Gonçalves.


Passear pelas rotas turísticas de Bento Gonçalves é uma experiência maravilhosa, em qualquer época do ano. Na Vindima, tudo fica ainda mais lindo e perfumado.



A Vindima é um período de festas, que originalmente coincidia com o final do inverno, época de privações na Europa e quando se comemorava a colheita, o inicio do período de fartura. Uma época para abandonar os pesados casacos, trabalhar, cantar e comemorar. 

Na Serra Gaúcha a colheita das uvas se dá no verão, com a Festa da Vindima. 

E como permitir aos visitantes vivenciar um tanto da cultura dos imigrantes italianos e aproveitar a delicia que é andar pelos parreirais? Para facilitar o encontro entre os turistas e os prazeres da festa, três empresas se uniram para oferecer o pacote turístico Fascínios da Vindima, no período de 15/01 a 15/03. 

Muito mais que um roteiro turístico é uma imersão cultural, a possibilidade de participar das atividades no campo, junto aos parreirais, acompanhar o processamento das uvas, a elaboração de espumantes, vinhos e sucos, passando por um teste de sabores e culminando com a boa mesa italiana, onde cada visitante é convidado a saborear os resultados de tanto trabalho. 



O roteiro tem inicio na Vinícola e Museu Familiar Cainelli



Na simpática propriedade os visitantes são recepcionados pelos proprietários, que contam um pouco da história da família, acerca da casa construída nos anos de 1800, além de fazerem um visita ao andar intermediário da residência. Nesse espaço há um pequeno museu com objetos que pertenceram aos moradores da localidade e que ainda está em fase de aprimoramento. 




Num segundo momento, todos são conduzidos por um lindo caminho em meio a mata nativa, por onde, rapidamente, se chega a área cultivada, aos parreirais da família. Ali todos são convidados a fazerem a colheita das uvas e se perdem, com seus cestos em mãos, saboreando e colhendo os lindos cachos - o perfume da fruta madura, num lindo dia de sol, é inigualável. 



Quando ao longe de ouve o tuque-tuque chegando, já é possível se ouvir alegres cantigas. É, o coral chega para animar a vindima, a festa! 



Rapidamente cestas repletas de delicias da culinária italiana são distribuídas sobre uma grande mesa: é o Merendin, o momento para o descanso e para um lanche típico. Preparados? O aroma da polenta brustolada se espalha, queijos e salames colorem a mesa, a torta tiroleza e as cucas adoçam os sentidos e o vinho enche as taças. 





Trabalho concluído é hora de retornar para a sede, a bordo do tuque-tuque guiado pelo Nei Tomasi, uma figura impar. Música e muita alegria, algumas piadas e brincadeiras e todos estão de volta para a Pisa das Uvas colhidas. 



A Pisa, a forma tradicional como as uvas eram amassadas para a produção do vinho é relembrada com muita festa e alegria. 



Ao final, a degustação dos espumantes e vinhos produzidos na propriedade e, no nosso caso, seguido de um papo com o Prefeito e com o Secretário de Turismo. 



Na segunda etapa do roteiro temos a visita a Vinícola Salton, uma propriedade mais imponente e moderna, onde além das caves é possível conhecer o parque industrial, visualizar o envase e encaixotamento dos produtos, além dos modernos equipamentos. É o vinho sendo produzido em escala comercial. 




Começamos com um tour guiado até um dos parreirais da empresa e de lá direto para as instalações da empresa, onde observamos das passarelas o descarregamento das uvas até o fechamento das caixas com as garrafas prontas para o consumo. É interessante ver esse outro lado, o de uma grande empresa preparando seu produto para ser remetido ao mundo. 




O mais interessante dos passeios por essas grandes empresas, para mim, é sempre a visita as caves. No caso da Salton visitamos a Cave de Bordalesas (as tradicionais barricas de madeira) e a Cave subterrânea, ambas espetaculares. 





Para encerrar a visitação uma degustação harmonizada, um pequeno curso entre vinhos, queijos e chocolates. 



A última empresa a ser visitada é a Vinícola Cristófoli, uma pequena grande empresa familiar e que está na Rota das Cantinas Históricas, em Faria Lemos. Lá fomos recepcionados por Bruna Cristófoli, enóloga e empresária, um dos tantos jovens que estão a frente dos empreendimentos familiares na região. Embaixo de uma linda árvore, próximo a um dos parreirais, ela explanou acerca da história da produção de vinhos da família, de seu empenho em obter, ainda que em pequena escala, vinhos a cada dia mais bem elaborados. 





Para fechar o roteiro o encanto não está nos parreirais ou na paisagem, está na boa mesa, instalada na antiga adega da família. 





A Chef Maria de Lourdes, matriarca da família, já nos esperava com um almoço harmonizado e delicioso, com espumante para o brinde inicial e muito vinho para acompanhar a massa caseira. Para encerrar um delicioso sagú de vinho branco. 





Fascínios da Vindima é um roteiro gostoso, do inicio ao fim. Um roteiro cultural e gastronômico, que possibilita ao turista viver a cultura de nossos imigrantes italianos de forma organizada, como um local. 

Agências de turismo vendem pacotes e informações podem ser obtidas num contato direito com as vinícolas participantes. 

Cada uma das empresas, além de participar desse projeto, possui projetos próprios que possibilitam a visitação durante todo o ano, com degustação e venda de produtos. 

Mais informações, clique em: 



***************
As experiências narradas nessa e nas demais postagens que se originarem de nossa 
participação na intitulada #pressdavindima2016, patrocinada por empresas 
da região e organizada pela ConceitoComBrasil, trarão apenas opiniões 
isentas e de cunho pessoal, como de praxe nesse espaço. 

6 comentários

  1. Que passeio fantástico ! Desde o TchÊncontro fiquei impressionada com o potencial de Bento Gonçalves,com a organização,com os materiais entregues sobre os roteiros já existentes e com a beleza dos lugarejos. Deve ter sido emocionante ! Imagine estar colhendo uvas e ouvir uma música italiana chegando !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lilian, os corais cantam pelos parreirais, é muito lindo. Sempre desejei estar numa dessas festas, mas fomos adiando, adiando, até que agora a oportunidade chegou. Me senti em casa, é muito lindo e gostoso. Uma experiência impar! BjO!!!!

      Excluir
  2. Parabéns por mais esta linda postagem sobre Bento Gonçalves. O cheiro de uva madura esta no ar....abração

    ResponderExcluir
  3. Baita post, baita roteiro, baita companhia!!
    BEIJOOO
    Ale

    ResponderExcluir
  4. Paula, adorei o post! Sonho em visitar a região na vindima desde a primeira que vez que estive aí, em 2005... Sou enófila de carteirinha e pra ser sincera sonho em ver várias vindimas pelo mundo! bjs

    ResponderExcluir

Para o Topo