SANTO ANTÔNIO DE LISBOA: Recanto açoriano na Ilha da Magia

 
 
 
A pequena e encantadora Santo Antônio de Lisboa se encontra no noroeste da Ilha de Florianópolis (13 Km do centro, com acesso no sentido das Praias do Norte - Jurerê e Canasvieiras, bastando seguir as placas indicativas). Local espetacular para um passeio, para fotos e que tenho revisitado ao longo dos anos: 2013 não seria diferente e lá estivemos em janeiro. Um recanto de história, belezas naturais e de muita cultura na Ilha da Magia. A antiga freguesia integra a "Rota Gastronômica do Sol Poente".



 
Primeiramente povoada por índios guaranis, recebeu a partir do século XVII imigrantes Açorianos, que deram ao lugar as características hoje tão apreciadas pelos turistas. Pequeno distrito, possuí uma população de aproximadamente 8 mil pessoas (entre residentes e veranistas), um pequeno comércio e pólo gastronômico. O que mais chama a atenção, entretanto, é sua arquitetura preservada (casario colonial) e a dissiminação cultural.

 
O casario colonial, com suas cores fortes, portas pequenas e muito pé direito parecerão familiar aqueles que provém de regiões com colonização portuguesa mais preservada. Para mim possui a familiaridade da minha terra, as portas, janelas e telhas de barro portuguesa (aquelas moldadas nas coxas dos escravos), me remetem à infância, aos paralelepípedos e pequenas casas que avistava ao chegar em Caçapava do Sul nas visitas aos meus avós.
 
 
A Igreja de Nossa Senhora das Necessidades foi construída nos idos do século XVIII e emprestou o nome a pequena freguesia - Freguesia de Nossa Senhora das Necessidades da Praia Comprida. A designação atual somente passou a viger em 1948. A Igrejinha, como é conhecida, é o local de onde partem os festejos do Divino (em homenagem ao Divino Espírito Santo) desde 1754, Natal e Páscoa.
 

 
  
A primeira rua calçada do Estado de Santa Catarina se encontra no Centro Histórico, num pequeno trecho fechado ao trânsito de veículos e junto a Praça Roldão da Rocha Pires. Foi construída quando da visita de Dom Pedro II a freguesia, em 1845, junto ao sobrado que lhe serviu de hospedaria.
 


Dos Açorianos a pequena cidade herdou o sotaque, a religiosidade e muitas tradições culturais. O artesanato é uma forte e importante herança para a região, sendo que muitas familias possuem sua base econômica nos artigos e rendas de bilro produzidas e revendidas em lindas casas que compõe o patrimônio arquitetônico da localidade.

 




 
O mar está ali, ao alcance dos olhos, lindo e majestoso, mas não se vê banhistas junto ao Centro Histórico, somente pescadores.  É um mar de baía, onde são cultivadas Ostras e Mariscos. É o local ideal para curtir um pôr-do-sol na Ilha.
 



 
O Carnaval é uma festa que reúne milhares de pessoas nas ruas do distrito, arrastados por blocos carnavalescos tradicionais, como o "Baiacú de Alguém".

O forte da gastronomia local está nos frutos do mar, especialmente nos Ostras ali cultivadas, bem como nos pratos da culinária portuguesa, herança dos açorianos. 




 
Agora, quando optar por conhecer Santo Antonio de Lisboa, tenha claro que deve estar aberto a uma viagem na história. Tenha em mãos a máquina fotográfica, pois tudo merecerá um clic. Olhe para cima e verá a Igreja, para baixo e terás as pedras do caminho e para a frente o casario colorido e o mar que se abre solícito aos visitantes.

Agora, para quem deseja viajar na minha viagem, dá uma espiada nas imagens abaixo - "não recomendadas" para quem deseja conhecer Santo Antônio de Lisboa:










 

Visite também:

11 comentários

  1. Bonito lugar, parece aconchegante. Um grande abraço da Jacira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita! É um lugar encantador.

      Paula

      Excluir
  2. Que lugar espetacular. Conheço e sou um entusiasta desde sempre e vou te dizer que embora ninguém tome banho as águas são limpidas e dá para desfrutar de um banhinho sim, mas a areia é escura, pq tem uns rios que desaguam por ali.
    O artesanato é que dá ainda mais beleza ao lugar. Mas se quer festa, tem que estar lá no carnaval. É só festa e festa e é tranquilo, familiar, dá para pular na rua gastando bem pouquinho.

    Um forte abraço e sucesso para você. Joâo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha aí João, mais uma dica de economia! Obrigada.

      Paula

      Excluir
  3. Santo Antônio é um dos recantos que mais curto aqui da Ilha da Magia.
    Minha época predileta é o Outono, apreciar o por do sol é a pedida, dias mais mornos e sol se pondo de camarote.

    @GusBelli

    ResponderExcluir
  4. Adorei as fotos!
    O lugar já entrou pra minha listas de lugar a conhecer!

    ResponderExcluir
  5. Florianópolis e redondezas só conheço por fotos e cada vez mais aumenta minha vontade de conhecer.Que lugar gostoso! Acho que em 2016 esse sonho se concretizará.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lilian, vamos marcar um almocinho, por lá??? BjO!!!

      Excluir

Para o Topo